Saber dizer NÃO com propriedade é como mandar alguém se fud** sem ser grosseiro, exige sabedoria e conhecimento técnico.

E o dizer NÃO do qual falo aqui não é para ferrar os outros, e sim para não ferrar com você mesmo. Não ferrar sua produtividade, não ferrar com sua agenda, não ferrar sua saúde, não ferrar sua família, etc.

Saber dizer NÃO para os outros é dizer SIM para suas coisas. Pois quantas vezes nos comprometemos com coisas das outras pessoas e acabamos deixando as nossas para segundo ou até terceiro plano.

Inclusive aqui no site você encontra um artigo chamado “Existe tempo para você na sua agenda?” onde apresento um hack para te ajudar com isso.

Mas beleza, deixa eu te mostrar como você vai usar o poder do NÃO para ter alta performance na sua vida.

Os 2 tipos de NÃO

A primeira coisa que você precisa saber é que você deve pensar nos NÃOs em 2 situações distintas: a primeira quando você tem alavancagem e a segunda quando não tem alavancagem.

Alavancagem que estou falando aqui pode ser interpretada como “poder”, isso vai ficar mais claro durante os 2 exemplos que vou te dar.

O primeiro é sem alavancagem, ou seja, que você não tem poder de simplesmente dizer NÃO sem ser punido. É o caso clássico de dizer NÃO para um chefe, por exemplo.

Você não pode simplesmente mandar seu chefe ou cliente a mer** quando ele te pede algo e você está sem tempo. Isso além de ser uma falta de educação vai ferrar seu desenvolvimento profissional.

Então como dizer NÃO neste tipo de situação? Simplesmente mostrando a pessoa o que ela vai perder se você disser SIM. No caso do chefe poderia ser algo do tipo “ok, qual dos outros projetos devo deixar para depois para conseguir encaixar esse?” ou no caso do cliente “atender a esse prazo vai prejudicar a qualidade final do trabalho, ok?”.

Se você se relaciona com pessoas sensatas sem dúvida elas vão entender o quanto você dizer SIM pode ser pior para elas mesmo.

O segundo caso é dizer NÃO com alavancagem, ou seja, quando você tem mais poder na relação. Daí você pensa “nesse caso é mais fácil, pois posso simplesmente dizer não e que se dane o outro”.

Não é bem assim, pois nesse caso dói mais em você do que no outro dizer NÃO. Só parar e refletir o quanto você já se enrolou por dizer sim quando precisava dizer NÃO.

Aquele evento “imperdível” para o qual você foi convidado. Aquele projeto dos sonhos que apareceu de uma hora para outra e seu SIM transformou num pesadelo. E por aí vai…

Claro que SIM ou Não

Nos casos onde você tem alavancagem uma pequena mudança na semântica da resposta vai clarear seu processo decisório. Troque o dilema do “Sim ou Não” pelo dilema do “É claro que sim ou Não”.

Se não for É CLARO QUE SIM então é um não.

Marco, que tal dar uma palestra no meu evento no próximo mês.” Deixa eu ver na minha agenda aqui, próximo mês tem lançamento de uma turma do meu curso então NÃO.

Marco, topa fazer uma live sobre produtividade no meu Instagram essa sexta-feira?” CLARO QUE SIM, estou com a agenda apertada porém essa oportunidade não posso perder.

Viu como é diferente o SIM do CLARO QUE SIM? Na maioria das vezes você diz SIM para ser polido, não se indispor, agradar os outros ao invés de dizer SIM para favorecer o seu desenvolvimento e a sua vida.

Curtiu o vídeo? Deixe seu like e assine o canal. E não deixe de comentar com sua opinião e sugestão de pauta.

Esse vídeo inclusive foi um pedido da Aline Trindade, que acompanha o canal e contribui com comentários que levam nosso conteúdo sobre Alta Performance para mais pessoas.

Abraço e bora fazer acontecer


Marco Aurélio
Marco Aurélio

Empresário, publicitário e professor que gosta de falar sobre comportamento, empreendedorismo e alta performance.

Leave a Reply

Your email address will not be published.