Como posso ser mais convincente e conseguir o que quero?

As pessoas tendem a fazer o que querem, e não será através de algumas palavras mágicas que você irá convencer alguém a dar prioridade ao que você quer que ela faça. É muito importante ter isto em mente, porque além de ser antiético manipular a vontade de alguém, também é na maioria das vezes uma grande perda de tempo.

Arte da persuasão!

Fracassamos muitas vezes em obter o que queremos por problemas de comunicação. Se quiser convencer alguém a fazer algo para você ou fazer com que mude de ideia em relação a algo, o simples fato de se comunicar de forma correta já pode fazer uma grande diferença.Não existem certezas nem métodos mágicos, porém temos algumas dicas para você aumentar suas chances de obter sucesso.

Antes de mais nada, gostaria de lembrar você que existem outros textos aqui no Fluindo sobre persuasão, que podem lhe ser muito úteis, como o 9 dicas simples de como persuadir as pessoas e o Como conquistar as pessoas para seu modo de pensar do Dale Carnegie.

Estruture seu pedido na forma ideal

Quando queremos algo, temos a tendência de tentar adular a pessoa que pode nos ajudar. O pensador Simon Sinek diz que isto só faz com que tudo que falamos depois pareça falso. Analisemos o e-mail abaixo:

Olá [NOME DA PESSOA AQUI],

Quanto tempo, eihn? Espero que esteja tudo bem. Parabéns por tudo que você vem fazendo. É fantástico! Temos que combinar tomar uma cerveja juntos um dia desses.  Estou participando de um concurso on-line onde posso ganhar um grande prêmio, se puder me fazer um favor e votar em mim. Nos falamos em breve.

Obrigado!

[EU]

Todas suas gentilezas caíram por terra, pois elas estão antecipando um pedido de favor, o que faz com que pareçam falsas. Abaixo vamos analisar o mesma e-mail, porém com a estrutura invertida:

Olá [NOME DA PESSOA AQUI],

Estou participando de um concurso on-line que é muito importante para mim, se puder me fazer um favor e votar, ficarei muito agradecido. Quanto tempo que não nos falamos! Espero que esteja tudo bem. Parabéns por seu trabalho… é fantástico! Temos que combinar tomar uma cerveja juntos um dia desses.

Obrigado!

[EU]

Viu como suas gentilezas parecem mais verdadeiras quando as diz depois de pedir um favor? Lembre-se que quando estiver precisando de algo simplesmente pessa! Deixe o restante para depois que tudo que você disser será mais eficaz.

Se possível, simplifique o processo de decisão

As pessoas – inclusive eu e você – são péssimas em decidir. Escolher geralmente é uma tarefa que gera um estresse que não se origina da escolha que fizemos, e sim do ato de ter que escolher. Quanto mais duro temos que pensar e decidir, mais esgotamos nossa força de vontade. E já que força de vontade é um recurso finito, ficamos cada vez mais estressados… e isto se torna um grande problema quando você precisa convencer alguém de algo. Se precisa da ajuda de alguém, não faça com que a pessoa tenha que fazer decisões complexas. Você deve simplificar o processo de decisão o máximo possível.

Digamos que você queira convidar um amigo para ajudar na sua mudança para um apartamento novo. Simplesmente solicitar a ajuda dele é a melhor opção. Fale a ele quando será a mudança e o quanto irá precisar de ajuda. Você deve evitar, por exemplo, perguntar quando é a melhor data ou horário para ele. Isto complica o processo de decisão, pois ele terá de pensar mais, e consequentemente o estresse será maior, gerando uma possibilidade maior de você receber um “não”. Dar opções de mais – mesmo que seja com a melhor das intenções – só diminui suas chances de conseguir o que quer.

Pessa após o almoço

Segundo uma pesquisa publicada em 2010 no Proceedings of the National Academy of Sciences, os níveis de glicose desempenham um grande papel nos tipos de decisões que tomamos. Por isto, pedir algo a alguém com fome não é uma boa ideia, pois a pessoa está mais propensa a lhe devolver um “não”. David McRaney, autor do blog You Are Not So Smart, explica:

Foi descoberto que, logo após o café da manhã e almoço, a probabilidade de um preso conseguir liberdade condicional é mais alta. Em média, juízes concederam liberdade condicional a 60% dos solicitantes julgados após as refeições. Enquanto que os julgados pouco antes de alguma refeição tiveram 20% a menos de chance de conseguir a liberdade. A glicose baixa dos juízes fez com que eles preferissem adiar a decisão (e as consequências) de libertar uma pessoa para uma data futura.

É de se assustar a diferença que a comida pode fazer. Se quiser algo de alguém, pessa depois de uma refeição. A glicose irá lhe ajudar a chegar mais próximo do “sim” que você busca.

Não fale de mais

A afirmação de que menos pode ser mais é especialmente válida quando você quer conseguir algo. Você pode sentir a necessidade de explicar mais e mais sua posição, porém quanto mais fala mais pode estar sobrecarregando a outra pessoa com informações desnecessárias. O problema é que muitas vezes a informação mais relevante não é a primeira a sair de sua boca, e até conseguir chegar “ao ponto” você já perdeu a atenção de seu ouvinte. Segundo o site da Forbes:

Quando você diz algo complexo, e as pessoas estão demorando para entender, não vai ajudar em nada ficar adicionando mais coisas complexas ao seu discurso. Antes de começar a falar, pare e pense por 1 minuto como comunicar a essência da mensagem da forma mais simples possível.

Descubra o que você quer, depois descubra como solicitar isto a pessoa em poucas frases. A maioria dos pedidos que fizemos são simples, porém temos a tendência de “encher linguiça” com informações desnecessárias. O ponto a que esta dica quer chegar é simples e sintetiza as demais dicas deste texto: seja breve e direto ao ponto.


Para finalizar, gostaria de dizer que é óbvio que nem sempre você conseguirá o que quer das outras pessoas, porém, se utilizar os métodos corretos, pode aumentar bastante suas chances de sucesso. Boa sorte!

 

Este artigo é uma adaptação do original How Can I Be More Convincing and Get Anything I Want. Retirado do site Lifehacker.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *